Visconde do Rio Branco, 22 de setembro de 2019

AÇÃO SENAI SOLIDÁRIO ARRECADA E DISTRIBUI 3,5 TONELADAS DE ALIMENTOS A ENTIDADES SOCIAIS

13 de setembro de 2019

PREFEITURA AUXILIOU PROJETO LEVANTANDO DEMANDAS DAS INSTITUIÇÕES HUMANITÁRIAS DE VRB

Os alunos e instrutores do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) de Visconde do Rio Branco empreenderam uma ação social durante o primeiro semestre deste ano que angariou 3,5 toneladas de alimentos, que foram distribuídos para instituições humanitárias da cidade. O projeto surpreendeu os organizadores pelo volume de doações e, para melhor atender as reais necessidades, foi solicitada à Prefeitura de Visconde do Rio Branco que realizasse o levantamento da demanda nas entidades filantrópicas, proporcionando a doação às Creches São Francisco e Santa Clara, Lar de Idosos, Sítio Esperança, Sopa dos Pobres, Jantão do Bicudo, Centro Espírita Francisco Cândido Xavier, APAE e para a Escola Emendativa.

A proposta foi idealizada pelo Instrutor Renan Zopelaro, para mobilizar a escola em prol de um trabalho social, atendendo ao papel do SENAI que, além de formar profissionais, propõe formar cidadãos. “Foi uma surpresa, pois imaginávamos uma arrecadação de no máximo 500kg. No entanto, nossos alunos são muitos proativos e se envolvem mesmo nos projetos, e tivemos um apoio muito grande dos instrutores e toda gerência técnica pedagógica da instituição. Essa ação é importante para que o nosso aluno entenda que dentro da indústria, para onde ele está sendo preparado, é impossível trabalhar individualizado. Tem que ser em equipe e em prol de um objetivo em comum. Muitas das vezes ficamos presos dentro de uma bolha e não identificamos a necessidade do nosso irmão. De fato, os alunos puderam sair e entender a necessidade e coordenar todo projeto, que só teve só teve sucesso  porque  eles se envolveram”, disse Renan.

O projeto arrecadou alimentos em VRB, São Geraldo e Coimbra, totalizando 3,5 T de alimentos secos, 250 litros de leite e 180 litros de óleo, com a entrega realizada em junho e julho. A experiência de ajudar o próximo foi marcante, como relata Samanta Gomes, de 18 anos. “Esta ação serviu para unir a nossa sala, parece que a gente se tornou uma pessoa só e tinha uma força muito grande. Quero agradecer a população, porque quando fomos fazer a sessão de filme, no Senai, muita gente foi assistir e levou alimentos como ingresso. Ficou lindo, a sala cheia, igualzinho ao cinema. O que aprendi foi a frase de Benjamin Franklin que quando a gente faz o bem para o próximo, o bem é ainda melhor para a gente mesmo. Pelo Senai e a nossa turma ajudar os outros, a gente ganhou o enorme presente da união da sala”, descreveu a aluno do curso de Elétrica Industrial.

Para a estudante de Processos Administrativos, Lívia Dias, a mobilização com diversos setores da sociedade foi muito proveitosa. “Junto com meus colegas, saímos às ruas de casa em casa, e as pessoas se sensibilizaram e doavam. Na sala também ajuntamos uma quantia de dinheiro para comprar arroz, feijão e outros alimentos que faltavam. Também pedimos no Conservatório e ganhamos cestas básicas. Não participei da entrega, mas minha colega foi e me disse que foi lindo conhecer as crianças da creche. Achei muito legal o SENAI juntar o útil ao agradável, porque era um projeto que estávamos fazendo para entretenimento e a gente ajudou muitas pessoas”, contou a jovem de 15 anos.

SECRETÁRIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL RESSALTA ESPÍRITO SOLIDÁRIO DA JUVENTUDE

Carol Figueiredo, Secretária Municipal de Desenvolvimento Social, destacou que a força da juventude, somada à vontade de ajudar, foram decisivos para uma arrecadação tão expressiva. “Foi com imenso prazer que participamos deste projeto junto aos alunos e professores do SENAI. Eles fizeram a gincana e adquiriram muito mais do que planejavam, 3,5T é muita coisa, e nos procuraram para que fizéssemos o levantamento de alguns lugares que atendem pessoas vulneráveis, como a Creche São Francisco e Creche Santa Clara, que não são pertencentes à Prefeitura, são filantrópicas. Então fomos lá, conversamos com as profissionais, e soubemos o quanto consomem semanalmente para cuidar das crianças. Além das creches, levantamos as demandas do Lar de Idosos, do Sítio Esperança, a Sopa dos Pobres, o Jantão do Bicudo, o Centro Espírita Francisco Cândido Xavier, a APAE e a Escola Emendativa. Tudo foi muito surpreendente e nos trouxe muita alegria, porque apesar de estarmos em tempos difíceis, vimos muitas pessoas se unindo e doando de coração para ajudar a muitas pessoas”, ressaltou Carol.

 

 

 

 



13 de setembro de 2019 - 13:29

Data da Última Modificação: 13 de setembro de 2019 - 13:29

Comments are closed.