Visconde do Rio Branco, 25 de abril de 2019

CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA A INFLUENZA 2019 DELIMITA GRUPOS PRIORITÁRIOS

10 de abril de 2019

MINISTÉRIO DA SAÚDE DEFINE CRONOGRAMA DA CAMPANHA E QUEM PODE TOMAR

O Ministério da Saúde deu início à Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza – o vírus da gripe, no período de 10 de abril a 31 de maio de 2019, sendo 04 de maio, o dia de mobilização nacional. Está previsto para Visconde do Rio Branco a liberação de 10 mil doses, que estão sendo liberadas de forma fragmentada pela Gerência Regional de saúde, sendo que a aplicação será feita por etapas (confira cronograma abaixo). A vacina é gratuita e as pessoas do *grupo prioritário devem comparecer ao PSF ou Centro de Saúde mais próximo de sua casa, com o Cartão de Vacinação e Cartão do SUS.

A Enfermeira Gisele Andrade, do Centro de Saúde Beira Rio, explicou as etapas que serão cumpridas em VRB. “A primeira etapa será para acamados, e a equipe da Unidade de Saúde mais próxima fará visita domiciliar para aplicar a dose. O Centro de Saúde Beira Rio fará o atendimento a acamados que estão em região fora de área de cobertura de PSFs, e a família deve solicitar este serviço pelo telefone 3551-6187. Na segunda etapa, que terá início a partir do dia 15/04, serão priorizadas as crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias) e gestantes em decorrência da vulnerabilidade desse público. A partir do dia 22 de abril, a vacinação é para todos os grupos prioritários em todo o país”.

Os grupos prioritários para a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza 2019 serão: crianças na faixa etária de seis meses a menores de seis anos de idade (cinco anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores de saúde, professores de escolas públicas e privadas, indígenas,  indivíduos com 60 anos ou mais de idade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional e pessoas portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. Pessoas com comorbidades devem apresentar prescrição médica para receber a vacina. A meta é vacinar, pelo menos 90% de cada grupo prioritário.



10 de abril de 2019 - 16:01

Data da Última Modificação: 10 de abril de 2019 - 16:01

Comments are closed.