Visconde do Rio Branco, 14 de dezembro de 2018

PREFEITURA RECEBE PROJETO PARA RESGATAR TRADIÇÕES DO PERÍODO COLONIAL DE VRB

13 de março de 2018

SEGUNDA CIDADE CRIADA NA ZONA DA MATA, VRB PODE SER PIONEIRA EM RESGATE HISTÓRICO REGIONAL

Visconde do Rio Branco poderá ser a pioneira em um projeto de resgate da cultura colonial da Zona da Mata mineira. No último dia seis de março, uma proposta de professores da UFOP e da UFJF foi apresentada à Administração que integra Educação Patrimonial, Conservação Ambiental e Agricultura Familiar. Segundo os pesquisadores, até os anos 70 a população era predominantemente rural, com tradições e características peculiares que podem ser resgatadas e gerar novas fontes de renda em economias sustentáveis.

 

Um dos pontos desta proposta é recuperar raças bovinas e suínas do passado, substituídas por espécies importadas que não são de Portugal, que foi nosso colonizador, e recuperar as sementes nativas brasileiras. “Ou seja, produzir algo único e recuperar a tradição agrícola com gêneros que não existem em nenhum outro lugar, somente aqui em Rio Branco, produzindo em respeito ao meio ambiente, mas, simultaneamente, com elevação do valor agregado. Por exemplo: se produzirmos uma farinha de milho, não será uma qualquer, mas será de uma variedade do passado que só tinha aqui no período colonial, conferindo valor e sustentabilidade ao projeto”, explicou o Dr. Ângelo Carrara, Professor da Graduação da UFJF, do Doutorado da UFOP e Historiador.

No projeto, a Educação Patrimonial, Conservação Ambiental e Agricultura Familiar estão integradas porque uma fortalece e coopera com a outra. “Só teremos sucesso na preservação do patrimônio se a noção que temos disso não se restringir a edifícios ou ações dos homens, mas na relação que estabelecem com o meio ambiente. Mais importante que fazer, é o lugar em que fazemos e o ambiente que recebe a intervenção. A proposta precisa ser economicamente sustentável, não é a Prefeitura o personagem central, e sim os agricultores familiares, pois irão atuar na preservação ambiental, produzirão determinados gêneros, serão certificados, fazendo a economia crescer e diversificar”, esclareceu Cléber Lima, Secretário Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer.

 PREFEITURA RECEBE PROJETOS DE PESQUISADORES DA UFV, UFJF E UFOP

“Temos recebidos muitos pesquisadores das Universidades de Minas Gerais, com ideias muito boas para nossa cidade. São todos muito bem-vindos e estamos assumindo vários destas sugestões. O projeto de integração é de execução simples e baixo custo. Tem alcance microrregional, da bacia do Xopotó, e pode começar por nós. O foco é a região serrana, Santa Maria e Piedade, onde estamos com um projeto de recuperação ambiental da UFV que pode ser casado com este dos pesquisadores da UFOP e UFJF. A recuperação da memória histórica dos arquivos já está em andamento, separando servidor e escolhendo equipamentos, e agora vamos analisar mais esta iniciativa para colocarmos em prática”, afirmou o Prefeito Iran.

 



13 de março de 2018 - 16:40

Data da Última Modificação: 13 de março de 2018 - 16:40

Comments are closed.