Visconde do Rio Branco, 16 de outubro de 2018

SECRETARIA DE SAÚDE AMPLIA INFORME DE COMBATE A DENGUE PARA BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

11 de abril de 2018

PUBLICAÇÃO SEMANAL DIVULGA NOTIFICAÇÕES DE CASOS SUSPEITOS DE DENGUE, FEBRE AMARELA E ZIKA VÍRUS

Todos os anos, a Secretaria Municipal de Saúde divulga o Informe de Combate à Dengue durante o período de maior incidência de notificações de casos suspeitos, geralmente durante o verão e outono. Para aumentar a transparência das ações para a população, bem como mobilizar um maior número de pessoas para atitudes preventivas, a publicação foi ampliada e a partir de ontem (10) passou a se chamar de Boletim Epidemiológico, com informações sobre ocorrências de suspeitas de outras doenças como Febre Amarela e Zika Vírus. Confira ao lado a primeira edição no novo formato.

Todas as ações preventivas têm sido realizadas permanentemente, mais do que o recomendado pelo Ministério da Saúde. “Há mais de um ano, a cidade conta com 35 agentes de zoonoses, dez profissionais a mais que o estipulado pelo MS, reforçando as visitas domiciliares e mobilizações, além do telamento de 2.195 caixas d’água desde janeiro. Distribuímos repelentes para todas as gestantes usuárias do SUS, sendo que o Governo Federal liberou apenas para as beneficiárias do Bolsa Família, com a Prefeitura assumindo a compra para que todas tivessem acesso. Ainda em fevereiro, quando havia registrado apenas 65 casos suspeitos de dengue, colocamos o Fumacê para rodar as ruas da cidade, auxiliando na eliminação do Aedes e já retiramos mais de 40 toneladas de materiais das residências que poderiam se tornar criadouros do mosquito, em uma ação junto à população”, relatou o Secretário Municipal de Saúde, Thiago de Castro.

 

 

 

 

 

 

De acordo com o informativo, já foram confirmados 33 casos de dengue, 711 de conjuntivite e um de zíka vírus, identificado em uma gestante. “Optamos por radicalizar a comunicação, atualizando semanalmente a população com dados confiáveis. Apesar de todo o esforço que a Prefeitura e os servidores têm empenhado, infelizmente, temos registrado o avanço de agravos, e agora com a confirmação do primeiro caso de Zika Vírus em uma gestante, que está sendo acompanhada por nossos profissionais e sem confirmação de danos ao feto até o momento”, finalizou Thiago.

PREVENÇÃO– Tampe caixas d’água e lembre-se de esvaziar pneus, garrafas, latas, vasos e outros objetos. O mosquito Aedes Aegypt, vetor da doença, reproduz em água parada, seja ela limpa ou suja. Portanto, não deixe água acumulada qualquer que seja o recipiente.



11 de abril de 2018 - 13:04

Data da Última Modificação: 11 de abril de 2018 - 13:04

Comments are closed.