Visconde do Rio Branco, 22 de fevereiro de 2020

WORKSHOP DAS EMOÇÕES PROPORCIONA CONHECIMENTO E LAZER ÀS CRIANÇAS DO RANCHO VERDE III

30 de janeiro de 2020

OFICINA FEZ PARTE DO CONJUNTO DE AÇÕES DE PROJETO QUE VISA MELHORAR QUALIDADE DE VIDA DOS MORADORES DO BAIRRO

Após pouco mais de um mês repleto de atividades lúdicas e educativas voltadas para o público infantil, chegou ao fim na tarde da última quarta-feira (29) o 1º Workshop das Emoções, realizado no Residencial Rancho Verde III. Além de proporcionar uma opção de entretenimento durante as férias escolares, a iniciativa direcionada a cerca de 30 crianças em situação de vulnerabilidade e risco social também teve o objetivo de despertar entre os participantes uma capacidade de reflexão acerca dos sentimentos inerentes ao ser humano. A oficina fez parte do conjunto de ações promovidas por meio do Projeto de Trabalho Social (PTS), empreendido pela Prefeitura de Visconde do Rio Branco em parceria com a Caixa Econômica Federal a fim de potencializar a qualidade de vida dos moradores do bairro.

A Terapeuta e Coach Bia Lopes, que ministrou o workshop, detalhou os aspectos trabalhados com as crianças. “O intuito da oficina é ensinar a mudar o comportamento e a reconhecer sensações como o medo, a raiva, a alegria, a tristeza e o nojo, que são as cinco emoções primárias e a partir delas, se derivam todas as outras. Utilizando algumas ferramentas, fizemos atividades para que pudéssemos, em grupo, vivenciar cada um dos sentimentos explorados. Foi um trabalho bem legal de se desenvolver. As crianças são carinhosas e posso dizer que além de proporcionar conhecimento, eu também aprendi muito com elas”, relatou a profissional.

A Secretária de Desenvolvimento Social, Carol Figueiredo, destacou positivamente o interesse dos participantes pela oficina. “Tivemos duas turmas, uma pela manhã e outra à tarde e foi muito satisfatório. Vimos o interesse pela frequência das crianças, que não faltavam aos encontros e aguardavam ansiosamente às quartas-feiras para estarem conosco. Trabalhar com os sentimentos e as emoções do público infantil é contribuir para a formação de bons adultos”, salientou.  Marina Ângela Lopes, de 10 anos, foi às lágrimas com o encerramento das atividades. “A tia Bia Lopes é muito bonita. Com ela aprendemos a agradecer e várias outras coisas boas. Gostei de ter participado”, contou. “Foi muito legal. Aprendi que não devo fazer bagunça e também a respeitar as pessoas e a falar o que sinto”, disse Yara Silva Monique, de oito anos.



30 de janeiro de 2020 - 17:11

Data da Última Modificação: 30 de janeiro de 2020 - 17:11

Comments are closed.